Prepare-se: O cansaço chega mais cedo na segunda gravidez

 

Ilustração de Reija Kiiski

Ilustração de Reija Kiiski

 

A barrigona de sete meses de gestação e o cansaço absurdo estão me deixando um pouco ausente do Pequenas Escolhas. Não tenho energia para me sentar na frente do computador depois de enfrentar oito horas diárias de jornada (na frente do computador!) e o trânsito caótico do mês de dezembro em São Paulo. E isso tem me deixado bastante frustrada porque, ao contrário da primeira gravidez, estou me exercitando mais (nas aulas de hidroginástica) e ganhei menos peso até agora.

Comparando com a gestação anterior, cinco anos atrás, achei que era muito cedo para eu estar me sentindo tão desconfortável e exausta. Enquanto aguardo o retorno à ginecologista para esclarecer as causas, resolvi perguntar aos universitários se essa sensação era comum. Fui indagar no grupo de quase 10 mil mães no Facebook se alguém estava na mesma situação que eu e se tinham alguma sugestão de alívio imediato. Não surgiu indicação alguma para amenizar o desconforto e sim apareceram muitas outras grávidas na mesma condição de cansaço. E a maioria era mãe de segunda ou terceira viagem. Nesse bate-papo virtual, concluí que a segunda gestação é mais cansativa do que a primeira principalmente pelos seguintes fatores:

– Óbvio que estamos mais velhas – no meu caso são cinco anos de diferença;

– A barriga realmente cresce mais rápido depois de já ter gerado um bebê;

– Agora estamos grávidas e temos uma criança em casa para cuidar;

– A estação do ano interfere na condição física da mulher: passar a gestação no verão é bem mais desconfortável.

Mas atenção: este post não é para desanimar quem planeja tentar o segundo bebê. A intenção é te deixar um pouco mais preparada. Se bater dúvida, tente imaginar esta cena: seu filho mais velho beijando sua barriga. Ah, não existe amor maior. E o cansaço desaparece num passe de mágica.

VEJA TAMBÉM:

– Esquecimento na gravidez: mito ou verdade?
-Nutricionista na gravidez: um ótimo investimento
– 
Saber ou não saber o sexo do bebê na gravidez?
– Mãe de menino: desbravando um novo universo
– A difícil busca por roupas de bebês lindas e com preço justo em SP
– Para inspirar: um lindo chá de bebê no campo

 

 

Luciana

2 Comments

  1. Lu, concordo com td que vc disse, passei exatamente pelos mesmos sintomas, inclusive da segunda gravidez ter seu final no verão. Foi muito mais difícil. Mas tenho algo para te animar: a recuperação da segunda gravidez foi infinitamente melhor! E com um plus: vc vai curtir bem mais, porque agora vc já sabe um monte de coisas, inclusive que o neném não vai quebrar! Eu fiz minha pesquisa também, não com tantas mães, mas a todas a quem eu perguntei responderam a mesma coisa: antes de nascer é mais difícil, depois bem mais fácil! Cheers!

Deixe uma resposta