Ótima linha orgânica de xampu e sabonete para criança

Foi com uma animada festa para crianças no salão Laces & Hair da rua Amauri, em São Paulo, o lançamento da primeira linha infantil de produtos de cabelo e corpo da Cris Dios Organics. (Acompanhou no nosso Instagram?)

O xampu (R$ 79), o condicionador (R$ 79) e o sabonete líquido (R$ 69) – todos à base de óleo essencial de lavanda e extrato de camomila – são hipoalergênicos e livres de parabenos e sulfato, portanto, indicados para bebês e crianças de todas as idades. “Quis trazer para dentro dos potinhos tudo o que há de mais puro e orgânico”, explica Cris, cosmetóloga e sócia-fundadora do Laces and Hair.

A linha Kids – aprovadíssima aqui em casa – está à venda em todas as unidades do Laces, no site crisdiosorganics.com.br e no e-commerce The Beauty Box.

 

cris-dios-kids

 

Hotel para criança perto de São Paulo: Bourbon Atibaia

Gramado do resort Bourbon Atibaia

Eu e meu marido somos o tipo de viajante que costuma escolher hotéis e pousadas pequenos e charmosos e ir atrás de dicas pouco óbvias do destino de férias. Quem acompanha o Pequenas Escolhas já percebeu isso na nossa road trip pela Califórnia, nas férias em praia (aqui) e (aqui) e no tour pela Inglaterra.

Definitivamente não fazemos parte do público que opta resorts. Recentemente, no entanto, tivemos dois dias de folga durante a semana com as crianças (6 anos e 1 ano) e a ideia era não perder muito tempo na estrada e ir para um hotel que tivesse piscina climatizada para aproveitar o sol do outono.

Decidimos pelo Bourbon Atibaia Convention & Spa Resort, que fica a uma hora da cidade de São Paulo. Foi uma ótima escolha. Além de todas as mordomias de um hotel cinco estrelas muito bem conservado e com uma equipe bastante solícita, destaco as atrações voltadas para as crianças:

3 piscinas climatizadas ao ar livre e uma coberta: imprescindível para férias com a garotada.

Um das 3 piscinas externas e climatizadas do Bourbon Atibaia

Uma das 3 piscinas externas e climatizadas do Bourbon Atibaia (divulgação)

Equipe de recreação na medida: cuida das crianças a partir de 4 anos até às 22h30 e se encarregam, se os pais quiserem, das trocas de roupa antes e depois da piscina e das refeições. Já para os adultos, percebi que são aquele tipo de recreador que te convida a participar das atividades, mas não insiste, sabe? Não fica no seu pé para que faça determinada aula.

– Uma linda horta com pomar faz parte das brincadeiras.

Horta e pomar do Bourbon Atibaia

(divulgação)

– Choveu ou esfriou? Há uma ótima estrutura interna para a diversão, incluindo uma sala dedicada aos bebês.

A Turma da Mônica é parceira do resort e todas as atividades infantis são associadas aos personagens dos quadrinhos. Aos finais de semana e feriados, a Mônica e seus amigos costumam dar pinta por lá.

Copinha do bebê: um paraíso para os pais! O local funciona 24 horas, é limpo, bem equipado e fornece frutas, vários tipos de leite, biscoitos, cereais e iogurte. As papinhas feitas pela cozinha do hotel são pagas à parte.

Copinha do bebê do Bourbon Atibaia

Copinha do bebê (divulgação)

Como fomos durante a semana, não vimos a Mônica. Mas a piscina foi exclusiva para nós. Uma troca justa, não?

Hotel Bourbon_Pequenas Escolhas_1

Grávida do 5º filho, mulher de Jamie Oliver revela seus segredos de mãe

Jools e Jamie Oliver com os filhos

Jools e Jamie Oliver com os filhos

À espera do quinto filho, a ex-modelo e estilista Jools Oliver, mais conhecida por aqui como a mulher do chef celebridade Jamie Oliver, contou à edição inglesa da revista “Vogue” um pouco sobre a rotina de sua grande família. Comida saudável, claro, faz parte do dia a dia dos Oliver e refrigerante é item proibido. Ela ainda entrega o programa preferido da turma: caminhar ao ar livre.

Mãe das meninas Poppy Honey Rosie (14 anos), Daisy Boo Pamela (13), Petal Blossom Rainbow (7) e do garoto Buddy Bear Maurice, 5, Jools  já disse em outra ocasião que não gosta de ouvir comentários sobre a escolha dos nomes das crianças que foram registradas como mel, pétala, arco-íris e amigo urso. E claro que a chegada de mais um bebê atiça a curiosidade sobre qual nome ele irá receber.

Jools Oliver também é responsável pela coleção infantil Little Bird da marca Mothercare, que vem crescendo a cada estação. Veja o que a estilista contou na entrevista à revista”:

O QUE NÃO PODE FALTAR NA COZINHA

“Acabei de perguntar para minhas filhas mais velhas e as duas disseram ‘brócolis’, o que me fez rir. Nós sempre temos uma abundância de frutas e legumes na geladeira, especialmente brócolis que é o vegetal preferido dos meus pequenos no momento.”

PARA ESCAPAR DA ROTINA

“Quando as crianças estão no meu pé ou entediadas, eu sempre as levo ao parque. Moramos em frente a um lindo parque em Londres, então sempre levamos patinetes ou bicicletas. Eles ficam felizes de andar para o playground ou subir e descer os morros com bicicleta. Sou defensora do ar puro e sempre levo as crianças para caminhar, não importa como está o tempo. É também uma chance para os menores gastarem energia e eu conversar com minhas meninas mais velhas.”

ALIMENTOS PROIBIDOS

“Acho que tudo é questão de equilíbrio. Refrigerante, nem pensar, especialmente para os menores. Não há nada melhor do que água para matar a sede. Também evito dar doces com ingredientes químicos, mas claro que eles comem algumas besteiras, assim como eu fazia quando era pequena.”

ARMA SECRETA

“Ar livre. Como uma família, não há nada melhor do que uma caminhada ou simplesmente sair de casa. Quando todo mundo está mal-humorado e as mais velhas estão grudadas na internet, não importa se está chovendo ou sol, nós calçamos as nossas galochas e andamos pelos campos perto de casa ou brincamos no parque.”

 

Jools Oliver posa com peças de sua coleção Little Bird para a loja Mothercare

Jools Oliver posa com peças de sua coleção Little Bird para a loja Mothercare

TEMPO PARA MIM

“Simplesmente amo pedicure. É uma hora só para você mesma onde pode ler revista ou um livro e se desligar completamente. Se isso não acontece, amo passear pelas lojas com um café na mão e me sentir livre para pensar sem interrupções, os prazeres simples!”

EM FORMA

“Eu realmente gosto de me exercitar e sou grande fã do Barry’s Boot Camp (treinamento que conquistou vários famosos nos Estados Unidos e no Reino Unido). Amo o lado social de ir treinar com amigas e deixar isso mais divertido. Dá muita satisfação quando a aula acaba e você está transpirando, você sente que realmente teve algum benefício. Exercício é a chave para sentir-se ótima e espantar o horrível cansaço de mãe!”

Jools Oliver grávida do quinto filho

Em evento recente ao lado de Jamie Oliver, Jools exibiu a barriguinha da quinta gestação

Comitê Kids: inédita experiência gastronômica atrai pais e filhos

Comit Kids_ Pequenas Escolhas

Gastronomia para todas as idades numa descolada casa do Brooklin (foto: Zaca Oliveira)

Quem tem filhos pequenos sabe muito bem o estresse que é sair para almoçar em família. Restaurantes que têm área kids muitas vezes não aceitam menores de 3 anos nesses espaços e além disso as crianças não têm paciência para ficar tanto tempo no mesmo ambiente.

Raphael Arrigucci, chef com passagens pelos melhores restaurantes de São Paulo, e a jornalista Renata Reif, que também são pais de um menino de 1 ano, dão a solução mais bacana atualmente do circuito gastronômico paulistano com conceito child-friendly.

Depois do sucesso do Comitê como jantar secreto em uma casa cool no bairro do Brooklin, surge uma proposta inédita da dupla. Agora, os comensais terão no mesmo local um ambiente projetado para acolher suas crianças na hora do almoço em alguns sábados por mês.

Chef Raphael Arrigucci do Comitê Kids (foto: Zaca Oliveira)

O chef Raphael Arrigucci à frente do inédito evento para pais e filhos (foto: Zaca Oliveira)

Pensado e desenvolvido para os pais que sentem falta de um local onde possam aproveitar uma gastronomia diferenciada, sem se preocupar com a bagunça dos pequenos, o Comitê Kids entra no radar dos foodies mais atentos que não dispensam a companhia dos filhos.

Enquanto os adultos desfrutam de um banquete com temática diferente a cada edição, e apreciam uma bela taça do vinho de sua preferência (com uma carta enxuta, mas muito bem pensada), os filhos terão direito a uma experiência gourmet com produtos orgânicos e frescos. Na primeira edição realizada em abril, o prato kids com mini arroz, mini milho e picadinho com legumes fez sucesso.

Comitê Kids_Pequenas Escolhas

O menu infantil fez sucesso na edição de abril (fotos: Zaca Oliveira)

Depois de bem alimentados, eles já têm reservado o espaço para brincadeiras com massinha, guache, brinquedos e livros. Em síntese, o programa desponta como novidade nesse nicho e visa conectar pais e filhos em uma experiência agradável e cheia de sabor numa casa deliciosa.

Serviço:
Quanto: R$ 125  por adulto (criança não paga)
Onde: o endereço será revelado mediante o pagamento
Quando: Alguns sábados por mês – cheque as datas pelo email (reservascomite@gmail.com) ou no Instagram (@comite_)

Gnocchi de beterraba com fonduta de pecorino trufado - Comitê Kids

Para os adultos, uma das opções do dia foi gnocchi de beterraba com fonduta de pecorino trufado (foto: Jack Two)

Uma das áreas destinadas aos crianças no Comitê Kids

Uma das áreas destinadas aos pequenos (foto: Zaca Oliveira)

Crianças brincando no Comitê Kids

Arte depois do almoço (foto: Zaca Oliveira)

Agradecimento: Fotógrafo Zaca Oliveira

Playground perfeito para bebês

Playground para bebê no Sesc Pompéia
Imagine um espaço lúdico, lindo e seguro para o bebê brincar. E ainda de graça. Esse lugar existe, pelo menos até 15 de maio.

A casa de brincar Cadê Bebê armou no Sesc Pompéia, em São Paulo, um playground com chão macio, pufes gigantes (para os pais se jogarem) e muita diversão para crianças de 0 a 6 anos.

Para os pequeninos, há brinquedos educativos e diversas experiências sensoriais. Livros, fantasias e brincadeiras coordenadas por monitoras são algumas das opções de entretenimento para os maiores. Ah, as atividades mudam a cada semana.

Playground para bebê no Sesc Pompéia feito pela Cadê Bebê
“Cobrinha” é a obra de arte interativa de Sara Rosenberg que tem destaque no espaço. Sim, as crianças podem subir nela!

Cobrinha, arte interativa no playground para bebê do Sesc Pompéia

 

Serviço: 

Sesc Pompéia
R. Clélia, 93 – São Paulo – SP
De terça a domingo, das 10h às 17h
Até 15/05
Para crianças de 0 a 6 anos
Entrada gratuita

 

VEJA TAMBÉM: Descobrimos tudo sobre o Bita, o famoso personagem da TV

Rita Lobo e o arroz japonês

arraoz japones

 

A beleza e a desenvoltura de Rita Lobo em sua “Cozinha Prática” me convenceram de reproduzir em casa o picadinho oriental que ela mostrou na TV na semana passada.

O prato ficou ótimo e acho que à altura do de Rita. Uma única ressalva seria a quantidade de shoyu do molho, que colocarei um pouco menos da próxima vez. Ah, a receita é essa aqui!

O picadinho era acompanhado de arroz japonês (moti), este sim a razão do post gastronômico. O meu bebê de um ano, que estava resfriado e com pouco apetite, agarrou um amor com esse arroz grudadinho, sem sal e sem tempero.

Comeu com as mãos e se lambuzou durante o jantar. Meu Deus, que coisa grudenta! Tinha arroz no corpo todo, no cabelo, dentro da roupa, no cadeirão e no chão. Eu não consegui limpar totalmente e ele dormiu com alguns grãozinhos de lembrança.

Na manhã seguinte, o arroz secou e a limpeza foi mais eficaz. Mas no almoço, Oliver não quis saber da papinha e preferiu o repeteco da iguaria japonesa – e da bagunça.

 

 

O sapatinho perfeito para os primeiros passos do bebê

Sapatinho - Freshly Picked

Olha que amor esse sapato da Freshly Picked!

Há quase dois anos, mostrei aqui os mini mocassins de couro macios e superfofos da marca americana Freshly Picked. O tempo passou e eu engravidei do meu segundo filho, que completou um ano recentemente.

Achei que era hora do Oliver deixar de ser índio e começar a usar sapato. Com o dólar ainda nas alturas, nem cogitei importar por US$ 60 + frete um par do lindo mocassim gringo.

Na busca por um sapatinho confortável para meu bebê que começa a querer dar os primeiros passos, encontrei a pantufa fransciscana de couro e solado bem macio da marca fluminense Babo Uabu na loja Bebê Básico.

Não achei barato, paguei R$ 105,90, mas ele tem sido o único calçado a permanecer o dia todo nos pezinhos do pequeno. E recebe muitos elogios por aí. Já indiquei o sapatinho para algumas mães e avós que cruzaram o nosso caminho.

Essa é a pantufa franciscana da Babo Uabu que tem feito sucesso nos pés do Oliver

Essa é a pantufa franciscana da Babo Uabu que tem feito sucesso nos pés do Oliver

A marca tem vários modelos e até um estilo moicano, parecido com o mocassim da Freshly, e que está em promoção: de R$ 99,90 por R$ 69,90.

pantufa - Babo Uabu

É esse o modelo da Babo Uabu em promoção

 

Casa do Brincar, casa também da soneca gostosa

Casa 1

 

Fomos hoje pela primeira vez à Casa do Brincar, um espaço de atividades para crianças de 0 a 6 anos em São Paulo. O lugar é uma delícia e despretensioso, dá para ficar varias horas por lá. E ficamos.

Meu filho de 1 ano mais degustou guache do que pintou as caixas de papelão que estavam à disposição dos pequenos artistas, experimentou a sensação de colocar os pés no tanque de areia avermelhada – e não gostou: preferiu mergulhar no barquinho transformado em piscina de bolinhas. Também brincou na companhia de vários bebês numa sala colorida com rampa, túnel, escadinha e muitos objetos lúdicos durante a atividade movimento para engatinhantes com a educadora física Elodie Hue e participou da musicalização com Shauan Bencks.

 

casa 3

 

Ao final da roda de música, quando as canções ficaram mais tranquilas e o professor sugeriu que os pais fizessem massagem nas crianças, meu pequeno dormiu. A soneca gostosa e solitária sobre o tatame gigante que serviu de palco para a cantoria provou que ele havia se divertido muito naquele lugar.

 

casa 2

 

As atividades como as duas descritas acima não são cobradas à parte, elas fazem parte do preço por hora (R$ 55 por criança – veja aqui opções para deixar a brincadeira mais em conta)

A Casa do Brincar funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h – os finais de semanas são exclusivos para festas de aniversários e eventos.

O local não oferece comida, portanto tem que levar um lanchinho de casa. Mas quem quiser fazer um programa mais especial, minha sugestão é emendar as brincadeiras com uma passada na maravilhosa Confeitaria Dama, vizinha da casa.

Casa do Brincar:

Rua Ferreira de Araújo, 388 – Pinheiros
São Paulo – SP
(11) 3032-2323
(11) 994-447-590

 

casa 4

 

VEJA TAMBÉM: Mamusca, uma linda casa para brincar  

 

A vida sem babá – e os Rolling Stones

Ilustração de Lisa Stubbs

Ilustração de Lisa Stubbs

Na semana passada festejamos o primeiro aniversário do nosso caçula, e alguns dias depois eu e meu marido comemoramos nossa primeira saída a dois após um ano. Sim, é isso mesmo, fazia mais de 365 dias que a gente não tinha um programa de casal, nem um cineminha.

Quando engravidei do Oliver, decidimos não terceirizar os cuidados do bebê, apesar da experiência positiva com a primogênita que teve babá até os três anos. Foi uma decisão por princípios, mais do meu marido, europeu, e também uma escolha financeira. Nossa situação privilegiada de ter horário alternativo de trabalho e possibilidade de fazer home office foi determinante para isso. Mas achei que nos primeiros meses após o fim da licença-maternidade a gente recorreria ao berçário. Não, não foi preciso.

Estamos dando conta do recado. A dupla jornada sem nenhum respiro é exaustiva, mas prazerosa e realizadora. E o casamento, ao contrário do que imaginei que poderia acontecer, ficou mais fortalecido.

Se nos países em que as famílias que não têm babá diariamente contam com o serviço de baby sitter por algumas horas, no Brasil essa opção não é uma prática comum. Também não tivemos ajuda de parentes para possíveis escapadas a dois, então, aprendemos a encontrar caminhos alternativos.

Para comemorar nossos aniversários e os oitos anos de casamento, por exemplo, trocamos jantares românticos por almoços em restaurantes por perto com um bebê que ainda dormia a maior parte do tempo no carrinho e enquanto a mais velha estava na escola. A gente também se revezava – e ainda se reveza – para alguns programas da vida adulta, como cerveja com os amigos, casamento do primo, cinema e o futebol semanal dele.

No entanto, no sábado passado relembramos a delícia de sair a dois. Meus pais, que já tomaram conta da nossa filha mais velha muitas vezes e nunca tinha ficado com o caçula por ser muito novo, prontificaram-se como baby sitter durante oito horas para que pudéssemos ir ao show dos Rolling Stones, programado com quase três meses de antecedência.

Foi maravilhoso, claro. Nossa reestreia na companhia exclusiva do outro não poderia ser mais apoteótica. E os avós prometeram que ficariam mais vezes com as crianças. Olé!

 

Rolling Stones

Com bebê, eu vou de Uber!

uber_Na batalha entre taxistas e motoristas de Uber, o cidadão é quem leva a melhor porque tem opção. O serviço de carros particulares impecáveis –  com ar-condicionado, som na medida, garrafa de água e balinha à disposição – já tinha o posto de favorito entre meus aplicativos.

Esta semana, numa corrida com bebê no colo, bolsa a tiracolo e carrinho no porta-malas, o Uber me mostrou mais uma vantagem: chegar ao destino e desembarcar rapidamente.

Nada de malabarismo para abrir a bolsa com uma mão só e pegar o dinheiro na carteira, ou esperar o trâmite da maquininha do cartão ou mesmo digitar a senha do cartão pré-cadastrado ao mesmo tempo em que segurava uma criança contorcionista.

Para quem não sabe, o Uber não tem opção de efetuar o pagamento no carro. A corrida é cobrada automaticamente no cartão de crédito previamente cadastrado e o recibo é enviado por email.

 

taxi