Você trocaria um brigadeiro por um picolé? SIMMM!

picoles

Calor, crianças suadas de tanto brincar… Já pensou em trocar os brigadeiros da festa infantil por picolés de frutas bem refrescantes? Posso garantir: é sucesso absoluto.

Substituí os tradicionais docinhos de leite condensado e chocolate por uma caixa abarrotada de sorvete no palito de limão, morango, maracujá, tangerina e açaí, em que os pequenos convidados podiam se servir à vontade. Em uma enorme e linda cesta de vime com tampa, acomodei três caixas de isopor com gelo e 80 picolés para uma festa com 25 crianças. Mas o brigadeiro não ficou totalmente de fora da comemoração. Ele ganhou status de rei do pedaço e foi o sabor escolhido para o bolo.

Quer entrar na onda e servir picolé na próxima festa do seu filho? Veja qual é a melhor opção para a sua comemoração:

ECONÔMICA: Vá até a loja de fábrica Oggi (na Av. Rebouças, em São Paulo), que vende mais barato por atacado. O picolé Frutos sai mais em conta do que um brigadeiro gourmet. Atenção: a marca tem uma linha chamada Festa, com picolés menores e mais baratos, porém com sabores muito artificiais.

PRÁTICA: Pare na padaria mais próxima e arremate algumas caixas do bom e velho Kibon – ou do Rochinha.

SOFISTICADA: A Vero Latte, por exemplo, tem gelatos artesanais com cobertura durinha e em tamanho mini. E ainda disponibiliza um charmoso carrinho para locação.

 

6 ideias de bolo para o primeiro aniversário

Oliver faz um ano nos próximos dias. E vamos comemorar da forma mais simples, com um passeio divertido com ele (Mamusca ou algum parque) e um bolo no fim da tarde para avós e tios. Pretendo me arriscar no forno e essas são as ideias de bolo que andam me inspirando:

Decoração simples com dinossauros de plástico, mas que dá um efeito bem legal.

Bolo 1

 

Minibalões em palitos  e cobertura de buttercream (glacê) ou chantilly.

Bolo 2

 

Na mesma pegada do bolo com dinossauros, mas com mais produção.

Bolo 3

 

Adorei esse com pasta americana só nas bandeirinhas e confeitos dourados.

Bolo 4

 

Minizoo com animais de marzipã: fofura extrema.

Bolo 5

 

E esse bolo que mais parece uma piscina de bolinhas da JUST IN CAKE by briga.dear?

Bolo 6

 

LEIA TAMBÉM: Nada de festa infantil ostentação

Hello Kitty faz festa para as crianças em São Paulo

Festa Hello Kitty - Riachuelo Sanrio

 

Hello Kitty convida a criançada para sua festa de aniversário. A gatinha mais famosa do mundo vai comemorar seus 40 anos com distribuição de bexigas, pintura facial, oficina de desenhos, lembrancinhas e muitas guloseimas personalizadas.

A festa acontece neste sábado (01/11) na loja Riachuelo da rua Oscar Freire, em São Paulo. A anfitriã estará lá para receber os convidados, posar para fotos e, claro, cantar parabéns.

A Riachuelo aproveita a celebração para lançar a linha de casa, com edredom, lençol, almofada e toalha de banho com a cara da gatinha. A marca também tem em suas araras uma linha de roupa infantil.

 

Festa de Aniversário da Hello Kitty
Loja Riachuelo – R. Oscar Freire, 777 – Jardins – São Paulo- SP
1º de novembro (sábado)
das 14h às 18h
Entrada gratuita

 

Camiseta infantil (R$ 29,90)

Camiseta infantil (R$ 29,90)

 

VEJA TAMBÉM: 

 

São João acende a fogueira do meu coração

festa junina

 

Por que a gente ama tanto festa junina? Meu marido inglês que conhece apenas o arraial da escolinha da nossa filha de quatro anos e uma ou outra quermesse de igreja não entende a nossa empolgação quando chega a época de São João. “É só um monte de comida”, costuma argumentar.

Pensando bem, é isso o que a gente encontra nas festas de São Paulo. E muito mais. É um resgate da memória afetiva da nossa infância, quando a gente torcia para dançar quadrilha com o menino mais bonito da classe e perdia muitas aulas por conta dos ensaios; deixava a inibição de lado  para vender votos de Miss Caipirinha a desconhecidos; mandava e recebia correio elegante; se divertia nas festas até de noite brincando de prisão e de pescaria e gastava muitas fichas nas barracas de doces. Mais velhos, nas de quentão e vinho quente.

Tenho vontade de voltar à festa de Campina Grande (PB), que rivaliza com a de Caruaru (PE) o título de maior São João do Brasil, e levar o marido gringo para que ele entenda a emoção daquela verdeira grande festa popular e quem sabe assim comece a ver o arraial com outros olhos.

Obra do artista  Militão dos Santos

Obra do artista Militão dos Santos

Mas não será este ano. Enquanto isso, a gente se joga na comilança das muitas quermesses que tomam conta de São Paulo e se diverte com a pequena ensaiando em casa os passinhos de “Esperando na Janela”, de Gilberto Gil,  para a festa da escola na próxima semana.

Quer pular a fogueira com a criançada? Clique no site Bora Aí  para ver a programação das festas juninas de São Paulo.

VEJA TAMBÉM: Faça pipoca mais saudável 

Lembrancinhas criativas em vez de “pirulito que vira chiclete”

Maria Lembrancinha

 

A festa pode ser a mais divertida de todas, mas se não tiver lembrancinha para levar para casa, ela perde muitos pontos com os pequenos convidados.

Quando eu era criança, se não me falha a memória, as lembrancinhas eram um “plus” nas festinhas e não uma obrigação. Enfim, hoje é. E para a alegria das crianças – e horror dos pais mais chatos no quesito alimentação (como nós aqui em casa) -, muitos saquinhos vêm recheados de balas, chicletes e pirulitos. Mas já não basta todo o bolo, brigadeiro e docinho devorados na festa?

Claro que é mais fácil comprar guloseimas, mas por que não caprichar um pouco mais e apostar em lembrancinhas criativas? Me apaixonei pelo jogo de lápis mágicos do ateliê Maria Lembrancinha (olha quanta delicadeza: lápis para escrever histórias com final feliz, lápis para desenhar como um grande artista e lápis para fazer as contas mais mirabolantes). Um jogo de memória feito com tampinhas de garrafa pet, os retrôs monóculos, saquinhos de chá “sabor recordação” e biscoitos da sorte de papel são outras ideias do ateliê para quem quer fugir do “pirulito que vira chiclete”.

lápis_

jogo memória tampa pet ML_

Maria Lembrancinha3

biscoitos da sorte Maria Lembrancinha_

chás personalizados Maria Lembrancinha_

 

VEJA TAMBÉM:

Volte sempre, Bloquinho!

Foto Jack Two

Foto Jack Two

Que privilégio estar entre os foliões do Bloquinho! A estreia do bloco de rua infantil na Vila Madalena, em São Paulo, ontem, foi sensacional.

Tudo estava impecável no pré-carnaval gratuito que agitou o final da rua Fidalga: banda de primeira, distribuição de confetes e serpentinas, oficina de chocalhos com reciclagem doada, comidinhas e bebidas com preço justo, banheiros públicos, seguranças e organizadores espalhados pela concentração e um esquema de táxi para facilitar a volta para casa dos pequenos foliões cansados.

Depois de toda essa farra lindamente organizada, em que até São Pedro contribuiu,  vai ser difícil encontrar outro bloco ou matinê à altura nos dias de folia. Então, Pequenas Escolhas aguarda ansiosamente a data do próximo grito de Carnaval do Bloquinho!

Bloquinho

Foto Jack Two

Foto Jack Two

 

VEJA TAMBÉM:

 

A primeira festa do pijama

Montagem com ilustração de Kanae Sato

Montagem com ilustração de Kanae Sato

Quem diria, consegui assistir ao capítulo final da novela na maior tranquilidade. Passei os últimos dez meses sem poder acompanhar direito a saga do Felix porque chego do trabalho no tal “horário nobre” e aí a atenção é toda para a minha filha.

Enfim, vi o desfecho da trama numa boa porque ontem recebemos pela primeira vez uma amiguinha da pequena para dormir em casa. E elas se entretem de tal forma que não demandam quase nada de atenção. Eu garanto: duas crianças dão bem menos trabalho do que uma!

E é uma delícia ver que as meninas brincam até cansar no universo imaginário dos quatro anos de idade, que muitas vezes só tem lógica para elas. E na hora de dormir, muitas risadas na cama, tarde da noite, até que o sono vença.

Adorei a experiência. E que venham muitas festinhas do pijama. Aqui e acolá.

 

VEJA TAMBÉM:

 

Dicas para embrulhar os presentes de Natal

Dicas para embrulhar os presentes de Natal_papel pardo

 

Tenho um prazer quase secreto: embrulhar presentes! E tenho também uma mania recente: papel pardo. Com o Natal logo aí, fui pesquisar formas diferentes e mais natalinas de usar esse tipo de papel, que já virou um clássico nos meus embrulhos combinado com fitas de cores berrantes como verde limão e laranja.

Achei várias ideias simples que deixam o presente apropriado para colocar debaixo do pinheirinho.

MAIS DICAS DE NATAL:

embrulho papel pardo2

 

embrulho papel pardo1

 

Dicas para embrulhar os presentes de Natal_papel pardo

 

Dicas para embrulhar os presentes de Natal_papel pardo

Nada de festa infantil ostentação

Auguri Brigaderia

 

Sou da geração que comemorava aniversário na escola. E eu adorava. Só que às vezes preferia um bolo com recheio escorrendo em vez dos gostosos quadradinhos embrulhados no papel alumínio que ficavam na caixa de isopor. Como nasci em abril, coelhinho da Páscoa era um tema recorrente na decoração dessas caixas. E apesar da falta de criatividade da minha mãe, eu gostava bastante desse tipo de festa.

A minha pequena decidiu por livre e espontânea vontade que queria comemorar seus 4 anos na escola. Achei ótimo: algo mais simples para os amiguinhos preferidos. Ela passou as últimas semanas só falando no assunto e sua única exigência foi lembrancinha para a garotada.

Mandei um bolo recheado feito por mim, sucos, copinhos e pratinhos da Hello Kitty. Brigadeiros gourmet foram o meu maior investimento. E valeram a pena – os docinhos da Auguri Brigaderia são grandes e fantásticos! Caprichei nas lembrancinhas e pronto.
Mais um ano festejado.  E sem ter que discutir o que é certo ou exagero nas celebrações de hoje em dia.

Prefiro o mais simples, sempre, mas talvez eu seja a minoria. Não falta entusiasta de festa infantil ostentação – amei o termo usado pela revista TPM. Mas cada um sabe de suas prioridades, de seus sonhos e de seu saldo na conta bancária, não é?