Dicas para evitar colchão molhado durante o desfralde noturno

Ilustração do livro "I Want my Potty", de Tony Ross

Ilustração do livro “I Want my Potty”, de Tony Ross


Já faz mais de um ano que passei pela fase do desfralde com a minha filha. Mas me lembro de uma das melhores dicas que recebi na época de tirar a fralda da noite, depois de reclamar que não aguentava mais limpar o colchão por causa dos escapes de xixi da madrugada: colocar na cama, por baixo do lençol de elástico, um
tapete higiênico para animais de estimação. O tapetinho, comprado em qualquer pet shop,  nada mais é do que uma fralda aberta, em formato retangular. 

Feliz com a dica que deixava a vida mais prática, e poupava também a cadeirinha do carro em trajetos mais longos, decobri depois uma alternativa ainda melhor nas drogarias: a fralda geriátrica para pessoas acamadas. Ela é como o tapetinho, só que bem maior e com fitas adesivas para não deslocar da cama com tanta facilidade.

Usei bastante e recomendo para quem atravessa o período do desfralde da noite. Além de evitar grandes estragos em colchões e afins, acredito que o fato de colocar a criança para dormir de calcinha ou cueca, sem o contato da habitual fralda, ajuda na transição dessa fase.

E muita paciência, mamãe, esse período passa logo.

 

VEJA TAMBÉM:

 

 

Luciana

2 Comments

    • Obrigada pelo contato, Leo. Não sou especialista no assunto, para isso você deve conversar com o pediatra. Mas a recomendação geral que tive é que a criança largue a mamadeira, a chupeta e desfralde até completar quatro anos.

      Abs

Deixe uma resposta