“Slow down Mummy” – Desacelere mamãe!

Conheci recentemente o poema “Slow down Mummy” da britânica Rebekah Knight e me emocionei. E prometi a mim mesma desacelerar – e largar o celular!

“Slow down mummy, there is no need to rush,
slow down mummy, what is all the fuss?
Slow down mummy, make yourself a cup tea.
Slow down mummy, come and spend some time with me.

Slow down mummy, let’s put our boots on and go out for a walk,
let’s kick at piles of leaves, and smile and laugh and talk.
Slow down mummy, you look ever so tired,
come sit and snuggle under the duvet and rest with me a while.
Slow down mummy, those dirty dishes can wait,
slow down mummy, let’s have some fun, let’s bake a cake!

Slow down mummy I know you work a lot,
but sometimes mummy, its nice when you just stop.

Sit with us a minute,
& listen to our day,
spend a cherished moment,
because our childhood is not here to stay!”

( Rebekah Knight)

 

Segue uma tradução livre do poema: 

Desacelere mamãe, não precisa correr,
desacelere mamãe, por que toda essa agitação?
Desacelere mamãe, faça uma xícara de chá para você.
Desacelere mamãe, venha e passe um tempo comigo.

Desacelere mamãe, vamos colocar nossas botas e sair para uma caminhada,
vamos chutar uma pilha de folhas, e rir, e gargalhar e conversar.
Desacelere mamãe, você parece sempre tão cansada,
venha se sentar e se aconchegar debaixo do edredon e descanse um pouco comigo.

Desacelere mamãe, aqueles pratos sujos podem esperar,
Desacelere mamãe, vamos nos divertir, vamos fazer um bolo!
Desacelere mamãe, eu sei que você trabalha muito,
mas às vezes, mamãe, é legal quando você simplesmente para.

Sente-se com a gente um minuto,
& escute como foi o nosso dia,
curta um momento de carinho,
porque a nossa infância não vai durar para sempre!

(Rebekah Knight)retrato personalizado Jennifer Vallez

Luciana

Deixe uma resposta